Google Display e programática são iguais? Descubra quais são as diferenças

Com tantos conceitos e ferramentas de publicidade digital disponíveis, pode ser complicado para qualquer profissional de marketing entender as diferenças entre Google Ads e mídia programática. E, principalmente, escolher qual seria o mais lucrativo para a sua estratégia.

Por esse motivo, viemos te explicar quais são as duas compras de mídia digital mais populares, as diferenças entre elas e quando comprar Google Display ou mídia programática.

O que é Google Display?

O Google Ads (antigo Google Adwords) é uma das plataformas analisadas quando se trata de veicular anúncios na internet, através dela, as campanhas da Rede de Display podem ser desenvolvidas.

Por lá, é possível criar os anúncios da maneira que quiser, dentro da estratégia planejada, fazendo isso de modo detalhado e levando em consideração a segmentação correta. 

A rede de display é uma categoria de anúncios do Google Ads onde centenas de sites se associam para receber publicidade paga.

Hoje o Google Ads apresenta soluções de mídia em quatro grandes grupos:

  • display
  • vídeo
  • busca
  • shopping

Assim, empresas que desejam anunciar em páginas da web precisam posicionar seus anúncios e contam com as diversas parcerias do Google.

O que é Mídia Programática?

A mídia programática é um meio de compra de mídia online, que envolve muitas plataformas e tecnologias, oferecendo um alcance de pelo menos 80% dos sites em todo o mundo. As compras e trocas de anúncios por meio de mídia programática oferecem acesso ao inventário de várias redes de anúncios, entre elas a rede de anúncios do Google.

Por meio de uma DSP (Demand Side Platform) conectada a diversas DMPs (Data Management Plataform), é possível criar diferentes clusters (grupos de interesse) e segmentar diferentes anúncios para cada um.

Diferenças entre o Google Ads e a mídia programática:

A principal diferença entre Google Display e Mídia Programática é que o Google Display é uma Ad Network (rede de anúncios) que entrega mídia a uma única Ad Exchange (Troca de Anúncios).

Já na mídia programática, a campanha pode ter um alcance maior através de uma DSP, que fará a entrega a múltiplas Ad Exchanges expandindo a oportunidade de entregar em vários espaços de anúncios em sites e app’s.

  • Formatos

O Google Ads trabalha com formatos display mais tradicionais como o banner no topo das páginas. A programática oferece uma entrega para o target em display, vídeo, áudio de Spotify ou Deezer, TV, aplicativos, entre outros locais.

  • Audiência

As segmentações de Google Ads são limitadas a audiências de sites, clusters de mercado, acessos do Google Analytics e bases de clientes.

“Tá, mas isso já não é algo suficiente?” Pode ser utilizado e ter bons resultados sim, mas a mídia programática vai mais longe na segmentação e alcance através de outras fontes de dados externos, como DMPs e dados third-party fornecidos não só pelo próprio Google, mas também por plataformas como a Navegg, Serasa, entre outras.

Na programática, os dados são muito importantes, mas quando analisados isoladamente apresentam uma visão parcial do cenário. O gerenciamento de dados, através dos nossos parceiros, é o processo que representa tudo aquilo que faremos com os dados recolhidos e como eles serão trabalhados para que possam ser a base nas estratégias.

  • Modelos de compra de mídia

Com o Google Ads você fica limitado a compra de mídia no modelo programático mais tradicional de lances de CPM e CPC via leilão. Com a mídia programática é possível, além do leilão aberto, obter mídia no modelo de private market (PMP) com base em acordos diretos com os proprietários do inventário ao fixar um valor de CPM ou um volume de impressões preestabelecido.

Isso é muito útil quando se deseja veicular anúncios em sites específicos com uma audiência mais refinada para suas campanhas.

  • Retargeting dinâmico

No Google Ads o retargeting pode ser feito de acordo com padrões de navegação do usuário como, por exemplo, páginas que acessou no site. Já na mídia programática é possível fazer essa mesma segmentação, personalizando a estratégia com base no tempo que o usuário ficou e saiu do site.

É inegável que o Google Ads é uma das plataformas mais populares da publicidade digital, mas é altamente recomendado que ela seja um complemento às outras funcionalidades que a mídia programática oferece.

Por outro lado, a mídia programática é uma ótima forma de investir em audiência qualificada para seus anúncios, e o Google Ads é uma de suas plataformas que complementam e melhoram a estratégia de campanhas programáticas.

Quando comprar Google display ou mídia programática

Além da forma como é negociada a compra, o Google display e a programática têm outras diferenças que impactam diretamente seu plano de marketing digital.

Antes, vamos começar com uma semelhança fundamental: ambas permitem uma ampla segmentação da audiência.

Na programática isso é definido na estratégia configurada na DSP. Nela é possível definir públicos tão específicos quanto pessoas de determinada região que fizeram buscas recentes por carros novos, caso você tenha uma concessionária. Então, seus anúncios serão distribuídos por diversas páginas que tratem desse assunto.

Se, na sua estratégia digital, você quiser:

  1. Alcançar os consumidores de acordo com critérios como gênero, idade, intenção de compra, perfil de navegação;
  2. Controlar o alcance dos anúncios direcionados ao público-alvo e analisar os resultados das campanhas;
  3. Mudar facilmente estratégias, público-alvo, e, até mesmo, peças publicitárias;
  4. Realizar a compra em uma única plataforma, garantindo relatórios em um só local e a liberdade de mudança de estratégia durante a campanha;
  5. Decidir de forma dinâmica o quanto está disposto a pagar por cada impressão, dependendo dos dados associados;

Então a mídia programática é o recurso ideal para a sua campanha!

Em resumo, mídia programática é mais vantajosa para quem deseja espalhar sua divulgação pela web e quer alcançar um público com comportamento específico. Conte com a So Group para veicular os seus anúncios nos melhores portais, sites e aplicativos!

Author avatar
Ananda Tripodi
Olá, pessoal! Sou a analista de mídias da So Group, uma cinéfila entusiasta, viciada em chocolate e com tendências a blogueirar nas redes! 😉😂

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *