Quais os formatos de mídia utilizados na programática?

Como já abordamos em outros artigos do nosso blog, a mídia programática é o processo de compra e venda programado de espaços publicitários online e em tempo real, oferecendo a possibilidade de exibir um anúncio para um cliente específico, em um contexto particular.

Listamos aqui os principais formatos que podem ser comprados na mídia programática.

Formatos de mídia

Display, Vídeo, Áudio e Native Ads: quem tiver interesse em anunciar na internet muitas vezes pode ficar perdido com a variedade de formatos, plataformas e objetivos disponíveis. Então vamos lá!

Display: alcance, personalização e versatilidade

O Display, também conhecido como “banner”, é um dos formatos mais usados. No Brasil, quase a totalidade dos sites voltados a publicação de conteúdo possuem espaço para veiculação de anúncios, garantindo acesso a grandes audiências. Sendo entregues no Desktop e em dispositivos móveis, tanto em sites como em aplicativos.

Ou seja, o Display inclui publicidade digital, banners, vídeos, rich media e outros tipos de anúncios, sendo que uma grande parte do investimento em mídia programática tem se concentrado na difusão desse formato.

Os banners podem conter textos, imagens ou GIFs para chamar a atenção do usuário, e incentivar a interação com a marca.

Vantagens do formato de Display para anunciantes

Se tivéssemos que escolher a vantagem mais impactante, com certeza seria a variedade de objetivos. Segundo a IAB, campanhas de display aumentam em 21% o reconhecimento de marca (branding), auxiliando principalmente na descoberta e criação de interesse.

Além disso, este formato também possui bons resultados para campanhas de geração tráfego e conversões no site.

Publicidade em vídeo

O vídeo tem o poder tanto de unir imagem, áudio e interatividade quanto de ser capaz de oferecer ao usuário uma experiência de compra mais completa e amigável.

As campanhas de Vídeo contam com estratégias semelhantes às de Display, havendo a possibilidade de utilizar Dados Third Party, Whitelists, Conteúdo Semântico, Onboarding de Dados e Retargeting.

Para decidir como atingir esse objetivo, é possível utilizar duas formas.

  • In-stream

Nesse formato, é possível que os anunciantes posicionem seus anúncios de forma mais assertiva, sendo antes, durante ou depois do conteúdo do vídeo. 

Nada de repeteco! A vantagem desse tipo é seu melhor direcionamento, uma vez que cada espectador verá um anúncio diferente, a partir de seus próprios interesses.

  • Outstream

Exclusivos para dispositivos móveis, o estilo Outstream entrega os anúncios no chamado estilo “nativo”, ou seja, exibidos conforme o usuário percorre a página, seja no feed de uma rede social ou em um site. A vantagem é que entrega para a audiência uma publicidade menos invasiva e mais amigável.

Na So Group recebemos inventário de vídeo de mais de 40 SSPs líderes em todo o mundo. Nossos fornecedores se preocupam muito com o desempenho e a visibilidade dos canais de anúncios em vídeo e garantem ambientes autênticos e seguros para a marca para os seus anúncios.

Vantagens da Programática Vídeo para anunciantes

Os resultados das campanhas de vídeo podem ser vistos ao longo de toda a jornada de compra, formando a opinião do consumidor e influenciando suas atitudes.

Por conta do dinamismo da mídia, fica mais fácil transmitir uma mensagem. Esse tipo de publicidade também costuma fixar melhor na mente do público, que pode através do vídeo, associar a sua marca com algum conceito ou ideia. 

Além disso, é possível captar melhor a atenção da audiência, pois é um formato de anúncio mais cativante. 

Portanto, se a estratégia de passar mais credibilidade da sua marca para o público estiver dentro dos seus objetivos, a programática em vídeo pode ser a melhor escolha nesse momento.

Native Ads

Com foco na experiência do usuário, esse tipo de mídia se diferencia dos demais por não ter um formato padrão de publicidade, no qual o conteúdo é destacado e sinalizado com o termo “patrocinado”.

O que é Native Ads?

São anúncios que aparecem no formato de conteúdo, sendo mais recomendado para blogs, sites de notícias e redes sociais. Considerados muito menos invasivos pela aparência mais orgânica.

Os anúncios nativos são construídos a partir de uma combinação de elementos contendo título, imagem, descrição e um Call to Action para atrair cliques no anúncio como se o próprio Native Ads fizesse a publicidade pelo anunciante.

Se destaque! O ideal é trabalhar uma mensagem atraente para diferenciar o anúncio dos demais conteúdos da página.

Vantagens do formato Native Ads para anunciantes

Por ser integrado a página do site, ele passa a ser livre de bloqueios por tecnologias Adblocks, permitindo que o anúncio alcance mais pessoas. Essa experiência integrada entre conteúdo e anúncio também aumenta a aceitação do público.

Pesquisas do IPG e Sharethrough afirmam que os anúncios nativos aumentam em 9% a afinidade com a marca e 18% aumentam a intenção de compra em comparação aos banners de display.

A So Group está integrada as principais SSPs de trocas de anúncios do mundo, incluindo Ligatus, Taboola, Outbrain, Adyoulike e Plista.

Áudio

O consumo dessa mídia vem ganhando força no Brasil, movida por plataformas como Spotify e Deezer.

O diferencial do Áudio está na integração com a rotina do consumidor, já que muitos têm como hábito escutar o conteúdo em diferentes momentos do dia. Por exemplo, no trânsito, na realização de tarefas domésticas e atividades físicas.

No resumo da pesquisa sobre consumo de conteúdo no Spotify, publicada pelo IAB Brasil, os dois momentos em que os usuários estão mais receptivos pela publicidade via áudio são “cozinhando” e “em família”. Aqui vale destacar a atenção ao contexto, uma vez que para se conectar com o público que está realizando outras tarefas, é preciso levar uma mensagem clara e que combine com o ambiente.

De acordo com os usuários da plataforma, 75% afirmam lembrar mais dos anúncios quando levam em conta o momento ou o ambiente.

  • Veiculação

A veiculação das campanhas acontece através da inserção de spots de áudio em podcasts, músicas, e durante a programação de rádios online. A reprodução acontece antes, depois ou no meio do conteúdo, e geralmente vem acompanhada de um banner complementando a informação.

As segmentações para a entrega de áudio são relacionadas principalmente aos temas de cada conteúdo, onde é possível impactar pessoas com interesses em determinados nichos, como notícias, comportamento e entretenimento.

  • Formato

O mais recente padrão de áudio que está integrado é a estrutura VAST (4.1). Portanto, há diversas opções para nos entregar os criativos de áudio:

Você pode usar os formatos:

  • Mp3*, 
  • OGG*, 
  • Wav, 
  • Mp4.

*No entanto, por favor, lembre-se de que os suppliers preferem arquivos .ogg e .mp3.

  • Geolocalização

Na So Group, seus anúncios de áudio apresentam o mesmo nível de precisão e flexibilidade de qualquer outro canal ou formato. Alcance de áudio desejado por locais GEO (países, cidades, ruas, hiperlocal, etc), dados demográficos (sexo, idade, idioma), tipos de dispositivos, públicos e dados de terceiros.

  • Supply

Todas as campanhas de áudio precisam ser configuradas exclusivamente no ambiente PMP. As negociações serão definidas entre o anunciante e o publisher diretamente.

Vantagens do formato de Áudio para anunciantes

As campanhas de áudio digital são eficazes para os objetivos de reconhecimento de marca e alcance. No entanto, é preciso tomar cuidado em campanhas que visem tráfego para o site ou conversões, já que o foco do usuário neste espaço é ouvir o conteúdo e não necessariamente navegar na internet.

Por isso, é necessário adequar a mensagem para atingir resultados a longo prazo, ao invés de estimular uma reação imediata.

Agora que você conhece os principais tipos de mídia digital, que tal usá-las em campanhas que gerem resultados para o seu negócio? Converse com um Grouper para saber como aplicá-las no seu plano de mídia digital.

Author avatar
Ananda Tripodi
Olá, pessoal! Sou a analista de mídias da So Group, uma cinéfila entusiasta, viciada em chocolate e com tendências a blogueirar nas redes! 😉😂

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *